Skip to main content

Agente comunitária volta a estudar em busca de um cargo de liderança em saúde

Aluna do curso de Gestão Hospitalar, a Patrícia conta um pouco sobre sua trajetória profissional e como está sendo sua dedicação em busca de um cargo de liderança em saúde.

A Patrícia de Oliveira é agente comunitária em um posto de saúde há 4 anos, e gosta muito do que faz, especialmente por se lembrar de como essa oportunidade de trabalho mudou sua vida. Mas ela tomou uma atitude para expandir ainda mais suas possibilidades de trabalho, voltando a estudar em busca de um cargo de liderança em saúde.

Graduanda em Gestão Hospitalar, a Patrícia relata que voltar a estudar depois de bastante tempo fora do meio acadêmico tem sido um verdadeiro desafio, mas que ela resolveu encarar, encaixando os estudos em meio a sua rotina corrida de trabalho.

E, além do trabalho e estudo, a agente de saúde ainda menciona uma parte importantíssima de sua vida que também motiva seu retorno à sala de aula: sua filha de 16 anos, para quem busca ser uma referência quanto à valorização dos estudos como algo imprescindível para o desenvolvimento profissional.

A motivação por trás da busca de um cargo de liderança em saúde 

Analisando os últimos anos de sua carreira, Patrícia comenta que: “A gente fica muito tempo acomodado com a nossa situação, e chega um dado momento que você quer guinar uma posição, ninguém espera ficar ACS ou secretário para o resto da vida.”

E o curso de GH já tem promovido uma evolução de relevância dentro de seu cargo atual. Somando a experiência como agente comunitária de saúde e as novas noções que tem aprendido, ela já enxerga oportunidades de tornar seu trabalho ainda melhor, sobretudo no sentido da ética e de como lidar com as pessoas.

“Alguns temas da aula a gente acaba levando para o dia a dia, são situações que acontecem no meu dia a dia e outras que a gente percebe que não estão bacanas e que são possíveis de serem melhoradas. Lidar com pessoas é muito difícil, então eu acho que tem muito a ver isso, você saber lidar com as pessoas, o respeito.”

A mudança de vida a partir da realização profissional

A oportunidade de trabalhar com pessoas, se dedicando ao cuidado na área da saúde é algo que a Patrícia se sente muito bem realizando, algo que realmente mudou sua vida para melhor.

Em especial porque ela passou por um quadro depressivo, durante o qual sentia como se tivesse perdido grande parte das conquistas que alcançara até ali, tanto para si como para sua família. No processo de recuperação, porém, ela teve como importante suporte a oportunidade de trabalhar no posto de saúde.

Lidar com as histórias e com as situações de vida envolvendo a saúde de outras pessoas proporcionou a Patrícia novas perspectivas, incluindo um resgate das próprias potencialidades profissionais a partir da abundância de novos aprendizados.

Através da graduação, ela está encontrando agora novas ferramentas para ser cada vez melhor no que faz, e encontrar assim ainda mais realização, inclusive por meio de um cargo ainda mais valorizado.

Agente comunitária volta a estudar em busca de um cargo de liderança em saúde

Os diferenciais da estrutura na prática

Além desses aprendizados de base curricular, que ela já tem aplicado na própria rotina de trabalho, a Patrícia menciona aspectos estruturais da Fapuga, diferenciais que nota como elementos realmente diferenciais para seu aprendizado:

“Chegando aqui eu fiquei bastante impressionada, eu gostei muito, os professores são bem atenciosos, dinâmicos, muito gente boa, a faculdade em si acolhe a gente muito bem, tem uma estrutura muito bacana, que em outros lugares não tem, a gente não vê isso em outras instituições.”

Perguntada sobre o que mais a cativou na instituição, ela salienta ainda a disponibilidade de notebooks para cada um dos alunos, uma tecnologia de que muitos não dispõem e que faz total diferença para realização de trabalhos, para explorar programas e estudar de forma mais completa.

Tudo isso faz a diferença na consolidação de um profissional ainda mais competente, de um gestor hospitalar com uma visão realmente qualificada e, como mencionado, com ferramentas para lidar com as diferentes situações que um cargo de responsabilidade pede.

E ao conhecer um pouco sobre a história da Patrícia até aqui, temos a certeza de que ela está no caminho certo para se tornar uma profissional de referência no que faz, conquistar um cargo de liderança em saúde, e muita mais se seus sonhos e ambições assim desejarem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *